7.6.05

De onde eu vim





Não sou quem pensas ser eu...
sou apenas mais um rosto na multidão.
Sou daqui, sou de lá
Tenho estado em muitos lugares
E em nenhum deles achei descanso.
Sou de Recife,
Das pontes do Capibaribe e Beberibe,
Das ruas de minha infância
Dos parques onde vivi.
Sou da terra da saudade,
Dos homens simples
Da gente que ri quando passa na rua,
Sou das noites de ciranda,
Das feiras livres,
Da cana de açúcar,
Do sapoti...
Das praias de mar azul turquesa,
Das ruas tomadas por pés de oiti,
Sou de Pernambuco orgulho da minha vida!

Olinda 1998

1 Comments:

Anonymous Ana Carol said...

Olá Fred...que lindo seu cantinho e seus escritos...muito bom mesmo...continue...adoro homens sensíveis e que encontram no poesia a paz e a calma dentro da alma...Parabens...desejo a você uma linda quinta com muita inspiração...beijos Carol!!!

7:56 AM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home