28.4.06

Pernambuquês

Exercício de linguagem I


Apois tá certo!
Pra quê tanta água no mar,
Se o sertão tá um deserto.

É como menino assanhado com a biloca na mão
Espiando pela brexa da porta a nudez dum mulherão,
Pensando que bota gaia no marido cabra-da-peste,
Se lascando solitário, no calor desse nordeste.

É tanto desmantelo,
É tanto cabra-rúin,
É caipora perdendo o emprego,
É banco levando xexo,
Bacurau lotado de bebo
Se lascando nos catabil.

Eita mundo mal-assombrado, tá tudo fora do lugar.
É pulícia cheia de pantím, bandido com gosto de gás
As boyzinhas encarnando nos véi, as coroas nos rapaz.

Recife 28.04.2006

1 Comments:

Blogger © Piedade Araújo Sol said...

...
E há tantos com tão poucos

E poucos com quase nada

E a injustiça

que impera neste nosso mundo...

4:34 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home