11.2.06

Sem loção...

Hoje o dia amanheceu nublado, cinzento, o sol não raiou no horizonte, estava escondido pelas nuvens escuras que pairam sobre o mar. Estou me recuperando de algumas perdas, é natural sentir no corpo os efeitos do que faz o coração. Ando em silêncio, contemplativo, reservado, procurando evitar pensar em desejos que não podem ser satisfeitos.

Nos últimos dias as noites tornaram-se longas, os dias lentos, e o mar revolto.

Sinto a solidão em toda a sua plenitude. Estar só é caminhar em silêncio, é ter a mente vazia, a alma leve, a cama fria.

O sonho acabou!

Titãs

Você apareceu do nada
E você mexeu demais comigo
Não quero ser só mais um amigo
Você nunca me viu sozinho
E você nunca me ouviu chorar
Não dá pra imaginar quanto
É cedo ou tarde demais
Pra dizer adeus
Pra dizer jamais
É cedo ou tarde demais
Pra dizer adeus
Pra dizer jamais
Às vezes fico assim pensando
Essa distância é tão ruim
Por que você não vem pra mim
Eu já fiquei tão mal sozinho
Eu já tentei eu quis chamar
Não dá pra imaginar quanto
É cedo ou tarde demais
Pra dizer adeus
Pra dizer jamais
É cedo ou tarde demais
Pra dizer adeus
Pra dizer jamais
Eu já fiquei tão mal sozinho
Eu já tentei eu quis
Não dá pra imaginar o quanto
É cedo ou tarde demais
Pra dizer adeus
Pra dizer jamais
É cedo ou tarde demais
Pra dizer adeus
Pra dizer jamais
É cedo ou tarde demais

2 Comments:

Anonymous Anônimo said...

O sonho (que se acabou) era assim:

"Me faz pequena, asa morena
Me alivia a dor
Aliviando a dor que mata
Me faz ser teu amor

Me toma no crescer de um beijo muito louco
Me implodindo aos poucos
No universo a desvendar a vastidão
Do teu amor

Me toma sem pensar num gesto muito forte
Unindo o sul e o norte do meu corpo, frágil corpo
Com a mais pura emoção"

10:43 AM  
Anonymous Rodrigo Santiago said...

Quando o sonho acaba
É porque a padaria fechou
Aguarde até a próxima manhã na porta
Para pegar, na primeira fornada,
Um sonho cheio de sabor

4:19 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home